Quintas de luxo


Hoje eu vou falar de vinhos e, especialmente, de uma Quinta localizada no Chile que indiquei para o meu irmão (ele adora vinhos!!!). Ele foi até lá conferir se o local era tudo o que eu havia comentado. Quando voltou, além de trazer na bagagem váaaaarios vinhos, trouxe o gostinho de quero mais, a vontade de voltar…que bom, a minha sugestão de destino foi perfeita! Espero que vocês também gostem 🙂 bjs Carol

De uma maneira muito particular e personalizada, as vinícolas abrem suas portas para receber os amantes do vinho.

Uma imensidão de terras que se perdem de vista no horizonte, em meio a vales verdes que criam uma paisagem perfeita para dias de puro conhecimento. Geralmente é nesse cenário onde se encontram as vinícolas que, por trás de suas uvas, trazem muita história e características únicas de uma produção artesanal de vinhos. Por isso, é com muito orgulho que seus rótulos levam o próprio nome da Quinta onde são fabricados. Há algum tempo, elas decidiram abrir suas portas oferecendo degustações aos visitantes e, algumas delas resolveram, além de receber, hospedar os mais apaixonados pela bebida. Poucos quartos e atendimento personalizado. Essa é uma tendência mundial e que vem aquecendo o mercado do turismo enólogo. No Rio Grande do Sul, por exemplo, está a Pousada Don Giovanni, com apenas seis apartamentos, instalada no município de Pinto Bandeira, dentro da pequena vinícola de mesmo nome, que produz somente 120 mil garrafas de vinhos finos por ano. Na Argentina, ao pé da Cordilheira dos Andes, com os famosos vinhedos do Valle de Uco ao seu redor, encontra-se a Pousada Salentein, da vinícola Salentein, pronta para hospedar, no máximo, 20 pessoas em suas oito habitações. Em Portugal, o hotel Rural Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, tido como o primeiro hotel do vinho do país, nasceu da reconstrução da antiga casa senhorial oitocentista. São 11 quartos de frente para a vinha e para o rio Douro. Já na África do Sul, está Steenberg, próxima a Cidade do Cabo, uma mescla de hotel e de vinícola, construído em uma fazenda de 320 anos. Oferece 24 acomodações. Bom, lugares para visitar é o que não faltam. Não importa o continente, um bom vinho sempre poderá ser encontrado. No Chile, a Casa La Postolle reservou de um modo muito especial e exclusivo, um pedaço de suas terras para hospedar os apaixonados por esse líquido.

Uma fusão de luxo, conforto e hospitalidade
Hoje, a Casa La Postolle, fundada em 1994, tem três diferentes vinhedos – Santa Cruz, Requinoa e Casablanca, e produz um total de 200 mil garrafas de Sauvignon Blanc, Chardonnay, Cabernet Sauvignon, Merlot, Carmenère e Syrah. Seus vinhos são distribuídos em mais de 70 países. Mas foi em 1997, que nasceu o chamado Clos Apalta, o vinho top da vinícola. Produzido em quantidade limitada, ele é uma mistura das uvas Merlot, Carmenère e Cabernet Sauvignon. O processo de fabricação é todo artesanal, desde a colheita até o esmagamento da fruta. A fermentação ocorre em 21 cubas de madeira francesas. São dois anos de envelhecimento nas adegas subterrâneas, em um ambiente naturalmente fresco, que fornece a umidade perfeita, resultando no melhor vinho Clos Apalta. Mas não é só o sabor da bebida que surpreende os hóspedes, não. A Casa La Postolle traz um cenário de encantar qualquer um. Todas as suas dependências foram idealizadas pelo arquiteto Roberto Benavente, que usou de muito bom gosto para criar ambientes inusitados, como é possível notar na construção da adega principal, que segue linhas abstratas remetendo a uma grande barrica. É lá que os hóspedes ficam de boca aberta, não só com a beleza e elegância do lugar, a história e os diversos barris e garrafas, como também, com a quantidade de vinhos únicos na reserva pessoal do proprietário.

Lapostolle Residence
No topo do vale estão quatro casinhas. E é lá que os hóspedes se acomodam para desfrutar do que Clos Apalta tem de melhor. Ao chegar, impossível não se surpreender com a vista. Do alto, é possível ter uma noção melhor das terras, recheadas de videiras que misturam a natureza. A sensação de paz, ar puro e privacidade, vem do silêncio do vento que traz algumas notas aromáticas do vinho. Cada apartamento leva um nome: Cabernet Sauvignon, Petit Verdot, Merlot e Carmenère, em homenagem as variedades de uvas existentes na vinícola. Todos eles oferecem o mesmo padrão de qualidade e serviço. O terraço para contemplar a paisagem e degustar um bom Clos Apalta, é um dos momentos de maior prazer. Ao entrar no quarto, os detalhes, sem dúvida, se fazem notar. Um MP4 com músicas pré-selecionadas para receber o visitante. No frigobar, tudo é cortesia, inclusive a garrafa de vinho branco da própria vinícola. Uma cafeteira Nespresso, com vários saches de cafés aromatizados, inteiramente a seu dispor. Para o conforto geral, um closet enorme e um banheiro de novela. Que tal relaxar em uma banheira, iluminada por velas aromáticas, ou enxaguar o rosto pela manhã e avistar apenas o verde, envolto em um vale rodeado por montanhas. Isso é possível sim, já que as paredes são vidro! Para completar, um kit com shampoo, sabonete, hidratante e sais de banho da L’Occitane, além do roupão felpudo, chinelos e até um chapéu Casa La Postolle. Para integrar as quatro habitações independentes, há a chamada “The Residence”, a sede, localizada em local estratégico, ao lado da adega. Além de oferecer uma aconchegante sala de estar e a sala de degustação, é lá que acontecem as refeições. E mais, Clos Apalta está no meio da Rota do Vinho de Colchagua, uma das regiões líderes da produção de vinhos chilenos. Por isso, aproveite para passear pelo vale e conhecer mais sobre as terras de onde nascem os melhores vinhos chilenos, visitando algumas das 12 vinícolas da região. Para curtir outras atividades e a natureza do lugar, o hotel ainda organiza passeios a cavalo, piquenique e trilhas. Para relaxar, serviço de massagem e aromaterapia para os hóspedes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

 

 

Anúncios

Sobre Carol Balro

O bom humor desta jornalista é inabalável. Tudo o que faz, Carol faz sorrindo. É com esse espírito alegre que ela encara os desafios da vida. Há dez anos na profissão, a campineira já trabalhou ao lado de Caco Barcellos, na sucursal da TV Globo, em Londres e em diversas revistas da editora Abril, como Bons Fluidos, Veja, Mens Health, Claudia, Elle, VIP, Boa Forma, Estilo de Vida, NOVA, entre outras. Mas quando não está escrevendo, ela adora praticar esportes (para extravasar tanta energia) e seu grande prazer é desbravar o mundo. Dona de uma alma solta, Carol já esteve nos quatro cantos do planeta – sua lista soma 34 países. Mas seus olhos brilham em especial pelo continente africano, paixão que a levou ao curso de especialização em África, na USP e a fazer um trabalho voluntário na Libéria. E é com uma mochila nas costas, ouvindo Bob Marley e muita disposição, que a garota gosta de vivenciar a diversidade cultural e os aspectos sócio-econômicos mundo afora. Sua filosofia de vida? O amor ao próximo é o ponto de partida para uma vida feliz. Isso explica porque ela decidiu fazer uma pós-graduação em Gestão Social. Aqui, Carol vem dividir toda essa energia positiva com vocês. Aproveitem essa viagem!
Esse post foi publicado em Dicas, Viagem e Turismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s